Usar madeira combate as mudanças climáticas?

Torna-se cada vez mais evidente, o desafio crescente das mudanças climáticas e a urgência em minimizar o impacto do Homem na deterioração do ambiente.

A causa dominante têm sido as emissões da atividade humana que derrubam o equilíbrio atmosférico. A queima de combustíveis fósseis, a poluição industrial geral e o desflorestamento são algumas das fontes críticas da emissão de CO2, o principal gás que contribui para o problema.

A solução reside na utilização de mais recursos renováveis de origem biológica, como é o caso da madeira de origem sustentável.

Os  recursos renováveis requerem menos energia e resultam em:

  • Produções, utilizações e eliminações de baixas emissões, relativamente às que são produzidas pelo homem;
  • Ao mesmo tempo que são recuperáveis, recicláveis e reutilizáveis.

A madeira cresce com a energia do sol. No ciclo de produção, a energia é utilizada apenas para cortar a árvore, processá-la e transportá-la.
Para além disso, o dióxido de carbono libertado no sistema global é absorvido pelas árvores em crescimento, evitando assim aumentar o efeito estufa. Cada metro cúbico de madeira contém cerca de 1 tonelada de CO² capturado da atmosfera.

O aquecimento da estufa é iminente e nunca esteve mais presente do que hoje. Contudo, o potencial de aquecimento global da madeira é baixo, graças ao fato de ter:

  • Um baixo índice de emissão de água. Aliás, as florestas regulam o ciclo da água, evitam inundações e criam nuvens;
  • Um índice de emissão atmosférica positivo. As florestas produtivas são a tecnologia de ar puro mais poderosa do planeta, absorvendo CO² e liberando oxigênio;
  • Um impacto negativo de carbono. 

A União Europeia criou o projeto Build-in-Wood

Esta iniciativa da UE para construção sustentável em madeira é um projeto do Horizonte 2020 financiado pela Europa com o objetivo de aumentar drasticamente a proporção da construção em madeira. Com a população urbana crescendo continuamente e as mudanças climáticas  tornando-se um tema urgente, o desafio passa por criar habitação de qualidade, acessível e ecologicamente correta.

DADOS DO PROJETO
Duração: 09/2019-08/2023
Orçamento total: 10 M €
Financiamento UE: 8.6 M €

Green Building é o futuro: a madeira é um material atraente porque tem uma pegada de carbono baixa, usa pouca energia e água e é 100% renovável a partir de florestas geridas de forma sustentável.

Vídeo em Inglês (Fonte: https://www.build-in-wood.eu) :

Em suma, “Balanço” é a palavra chave. É por isso que a BYWUD valoriza o ecossistema e, acima de tudo, procura sempre trabalhar com madeiras originárias de florestas com gestão sustentável para que os seus recursos  continuem disponíveis para as gerações futuras.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.